Academia do Vinho

Academia do Vinho - 20 anos - O mais importante site sobre vinhos no Brasil

O vinho é o mais notável de todos os remédios; onde falta o vinho, os remédios se fazem necessários - TALMUD, Livro (500-400 a.C.)

Voltar

Botte Grande - A safra 2010 na Toscana
06-julho-15  MundoVino

Uma visita à Toscana para conferir os vinhos da prestigiada safra de 2010

CARLOS ARRUDA

Arquiteto, web designer, enófilo, professor, consultor e autor de artigos sobre vinhos, criador e diretor do site Academia do Vinho.

Facebook

Botte Grande

Bota grande nisso, a alegria e orgulho dos vinicultores da Toscana com a incrível qualidade obtida na safra 2010. Fala-se até em equipará-la à safra de 1997, considerada a melhor do século...

Botte Grande é o tonel de madeira típico da região da Toscana, geralmente com capacidade de 10.000 litros, que permanece em uso por até uma década.


Botte Grande - Os típicos tonéis de maturação do Brunello di Montalcino

Esse é o estilo de fazer vinho nas prestigiadas regiões do Chianti Classico e do Brunello de Montalcino: uma grande barrica onde se busca uma maturação lenta e delicada.

Tradição à parte, vários produtores hoje usam barricas francesas de 225 litros e também o tonneau de 500 litros, para maturar parcialmente seus Brunellos, criando vinhos com maior maciez e aromas e sabores típicos do nobre carvalho.

Esse Brunellos “modernos”, ou “internacionais” geralmente se destinam ao mercado norte-americano, apreciador do estilo barricado. Escolha o seu e passe à mesa!

Nesse início de Primavera, visitei diversos produtores das nobres regiões toscanas, provando os vinhos 2010 recentemente engarrafados, onde pude constatar a qualidade dessa safra. Nessas visitas sempre se pode comparar safras (o que é uma grande oportunidade), então aconteceram diversos embates entre 2009 e 2010, absolutamente didáticos e não menos prazerosos.

Os Brunellos 2009 são concentrados, poderosos, com fruta bem madura, alguns até um pouco pesados, pois foi uma safra quente, onde as uvas maturaram rápido e a acidez ficou baixa.

2010 foi um ano fresco, com chuvas e calores equilibrados, e os vinhos elegantes, com menos concentração de cor e ainda frutados e joviais são deliciosos de se beber hoje, mas têm um futuro promissor. A acidez típica dessa safra garante longevidade, e a maturação mais lenta das uvas pelo clima fresco trará mais complexidade aos vinhos em sua evolução no tempo.

Nas colinas onduladas da linda região do Chianti Classico, 2010 também trouxe os mesmos benefícios, vinhos frescos e elegantes, com taninos menos agressivos, muito agradáveis e gastronômicos. O famoso Galo Nero continua cantando...

Nem só de Chiantis e Brunellos vive a Toscana, algumas joias típicas marcam seu conjunto de vinhos tão gastronômicos e tradicionais:

Rosso di Montalcino – os produtores de Brunello fazem esse segundo vinho geralmente com uvas de vinhedos mais jovens ou de parcelas menos qualificadas, mas no mesmo território e com a mesma uva do Brunello, a Sangiovese Grosso. São vinhos de excelente relação qualidade-preço, com jeito de Brunello, não percam.

Vermentino di Toscana – Esse branco tão típico esbanja frescor e sabores, e em alguns casos exubera em elaborações levemente barricadas. Interessantíssimo.

Rosés – Aqui, a uva Sangiovese se revela frutada, fresca e muito gastronômica, são ótimos vinhos para aperitivos e para comer. São diferentes dos franceses, experimente.

Rosso Toscano – Sob essa denominação genérica (IGT) se escondem vinhos levemente alterados para melhor, geralmente associando a uva Sangiovese com Merlot e / ou Cabernet. Agradáveis e de bom preço, alguns deles podem surpreender.

Supertoscanos – Geralmente classificados como IGT, são vinhos especiais, elaborados com corte de Sangiovese e uvas francesas, seleção de uvas, maturação prolongada em barricas, podem ter preços altos e agradar muito.

Gran Selezione – Recentemente criada no Chianti Classico, essa classificação está acima do Riserva, pretendendo agregar os produtores de supertoscanos em torno da apelação Chianti Classico, um conceito similar ao Gran Reserva espanhol, por exemplo. Poucos produtores já estão produzindo nessa Denominação, mas os vinhos são literalmente sensacionais. Os preços também...

Leve a Toscana para sua mesa, seus convidados agradecerão surpresos!

Referências
Fonte: Artigo publicado na revista Vinho & Cia

 

© 1997-2017 Academia do Vinho - Aprecie o vinho com moderação
Nenhuma reprodução, publicação ou impressão de textos ou imagens deste site está autorizada