MENU TOPO
Voltar
Nordeste da Itália - Trentino Alto Adige
Localização

Trentino Alto Adige é uma sub-região da região do Nordeste da Itália.

Introdução Mais

Cortada pelo rio Adige que lhe empresta parte do seu nome, situa-se nos Alpes italianos e constitui a maior fronteira da Itália com a Áustria.

As suas principais cidades são Bolzano e Trento, ao norte de Veneza.


Denominações

A região vinícola do Trentino Alto Adige possui 7 denominações:

> Alto Adige ou dell’Alto Adige  (DOC)
> Casteller  (DOC)
> Lago di Caldaro ou Caldaro  (DOC)
> Teroldego Rotaliano  (DOC)

> Trentino  (DOC)
> Trento  (DOC)
> Valdadige  (DOC)

Vinhos da Sub-região do Trentino Alto Adige

O Trentino-Alto-Adige divide-se em duas partes distintas: o Trentino e o Alto-Adige, cada uma com as suas respectivas DOCs, e compartilham um clima frio e grande influência austríaca.

Alto Adige

Situado nas proximidades de Bolzano, elabora vinhos predominantemente brancos, entre os quais se destaca o Traminer del Valle Isarco feito com a uva Gewürztraminer. Esta uva, aqui chamada Traminer Aromatico, parece ser originária nessa região, mais precisamente próximo a cidade de Termeno (ou Tramin em alemão). Também merecem destaque os tintos Cabernet dell’Alto Adige e o Pinot Nero dell’Alto Adige.

DOC

Alto Adige (Südtiroler), Lago di Caldaro (Kalterersee), Colli di Bolzano (Bolzano Leiten), Meranese di Collina (Meraner Hügel), Santa Maddalena (Saint Magdalener), Terlano (Terlaner) e Valle Isarco (Eisacktaler)

Trentino

• Dessa zona partiram muitos imigrantes para o Brasil, em 1875.

• A sub-região do Trentino produz vinhos de estilo mais latino do que o Alto-Adige. Entre eles destacam-se os tintos Terodelgo Rotaliano e Marzemino e os ótimos espumantes, feitos pelo método champenoise.

• Particularmente famoso é o Vino Santo, vinho branco doce aveludado, equivalente ao seu homônimo da Toscana. Ele é elaborado com a uva Nosiola, submetida ao processo denominado infavatura que consiste em colocar as uva para secar durante cinco a seis meses em varais (solèri) ou em esteira de palha (arèle), de modo a induzir o ataque da podridão nobre (semelhante à pourriture noble das uvas de Sauternes), provocada pelo fungo Botrytys Cinerea e denominada muffa larvata.

A seguir elas são prensadas e o mosto espesso resultante é colocado em barricas de madeira onde sofrerá fermentação lenta e intermitente e envelhecimento por dois a três anos, produzindo ao final do processo um vinho doce de cor âmbar, muito especial.

DOC

Alto Adige (Südtiroler), Lago di Caldaro (Kalterersee), Colli di Bolzano (Bolzano Leiten), Meranese di Collina (Meraner Hügel), Santa Maddalena (Saint Magdalener), Terlano (Terlaner) e Valle Isarco (Eisacktaler)

Principais Variedades de Uvas Tintas

Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Lagrein ou Lagrein Dunkel, Lagrein del Trentino, Lambrusco a Foglia Frastagliata, Marzemino, Merlot, Pinot Noir ou Südtiroler Blaubungunder, Terodelgo e Vernatsch ou Schiava

Principais Variedades de Uvas Brancas

Gewürztraminer ou Traminer Aromatico, Moscato Giallo ou Goldmuskateller, Moscato Rosa ou Rosenmuskateller, Nosiola, Pinot Bianco ou Weissburgunder, Roter Malvasier, Sylvaner Verde ou Grüner Silvaner e Veltliner

© 1997-2020 Academia do Vinho
Aprecie o vinho com moderação
Nenhuma reprodução, publicação ou impressão de textos ou imagens deste site está autorizada