MENU TOPO
Voltar
Médoc - Crus Bourgeois AOC
Localização

Crus Bourgeois é apelação da região do Médoc.

Introdução Mais

Crus Bourgeois é uma distinção paralela existente para os vinhos no Médoc, que não deve ser confundida com as classificações oficiais AOC da região.

História Foto

Os Bourgeois eram habitantes privilegiados do `Bourg´ de Bordeaux (Burgueses) que gozavam de privilégios comerciais durante a dominação inglesa na região.
No século 15 os ricos burgueses passam a adquirir os melhores terrenos (Crus) vitícolas da região, essas propriedades passando a ser referidas como Crus des Bourgeois e mais adiante Crus Bourgeois.
Por séculos esses comerciantes ditaram os preços dos vinhos do Médoc e foram responsáveis pelo prestígio dos vinhos junto aos importadores europeus, estabelecendo uma diferença de percepção da qualidade supoerior aos outros vinhos de Bordeaux.
Após a classificação de 1855 começou um movimento para integrar essa célebre denominação no conjunto dos vinhos destacados do Médoc. O catálogo de Armailhac aponta em 1858 - 34 bourgeois supérieurs, 64 bons Bourgeois e 150 Bourgeois ordinaires.
Em 1932, após a 1ª guerra e a crise de 1929, foi apresentada uma lista de 444 Crus Bourgeois à Câmara de Comércio, que não obteve homologação governamental, mas serviu de referência para uso comercial por décadas.
Em 1962 foi criado um Sindicato dos Crus Bourgeois, para defender os interesses dos produtores, e enfim em 1979 a figuração oficial Cru Bourgeois nos rótulos é reconhecida.
Em 1985, em vista do seu sucesso, o sindicato cria uma Avaliação anual que acontece até 1999, solidificando a notoriedade da menção.
Em 2000 um detalhamento hierárquico da classificação é oficialmente criado para as AOCs Médoc, Haut-Médoc, Listrac, Margaux, Moulis, Pauillac, Saint-Estèphe e Saint-Julien. A classificação passa a distinguir três degraus de mérito - Crus Bourgeois Exceptionnels, Crus Bourgeois Supérieurs e Crus Bourgeois.
Essas novas classificações são atribuídas por um júri de profissionais reconhecidos na praça de Bordeaux e levam em conta 7 critérios:
- Natureza do terroir
- Uvas utilizadas
- Os cuidados com os vinhedos, vinificação, manutenção e a apresentação das instalações
- Condições do engarrafamento
- Constância da qualidade dos vinhos
- Notoriedade do Cru
- Qualidades organolépticas do vinho
Em 2003 um decreto presidencial finalmente homologa a classificação oficial dos Crus Bourgeois do Médoc, com a seleção de 247 Châteaux entre 490 candidatos. Houve reclamações por alguns dos não aprovados.
Em 2007 o decreto é anulado pela justiça de Bordeaux, alegando que não se pode julgar parcialmente.
Entre 2007 e 2009 uma forte mobilização dos produtores retoma a menção tradicional, apoiando-se na seleção rigorosa aplicada pelo sindicato e propondo seu reconhecimento oficial.
Em 2009 o governo homologa os novos critérios de qualidade, permitindo uma seleção qualitativa anual, que passa a ser publicada a partir de 2010, no mês de Setembro.

Mais informações no site:

Internet www.crus-bourgeois.com
Francês Francês Inglês Inglês

© 1997-2017 Academia do Vinho
Aprecie o vinho com moderação
Nenhuma reprodução, publicação ou impressão de textos ou imagens deste site está autorizada